6º a 9º anos

“Ser-tão dentro de Min(as)” 

Anualmente, na Espaço Escola, desenvolvemos com as turmas do 5º ao 9º anos um projeto institucional em que um tema central é trabalhado por disciplinas diversas, com seus respectivos recortes.

No ano de 2015, nosso projeto foi “Ser-tão dentro de min(as)”. Nossa inspiração para esse tema veio do projeto “Cavalo Motor”, do músico Makely Ka. Makely fez uma viagem de bicicleta pelo sertão mineiro, percorrendo as trilhas do personagem Riobaldo, do Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa. Tal projeto nos foi muito inspirador pelas possibilidades amplas de estudo que continha, em diversas áreas: literatura, geografia, ciências, história, artes plásticas, música.

Desenvolvemos com os estudantes, entre maio e agosto de 2015, os seguintes estudos: Em ciências, estudos sobre os biomas de Minas, com ênfase na fauna e flora do cerrado. Em geografia, estudos sobre agricultura, enfatizando o paralelo entre os modos de funcionamento do agronegócio, de um lado, e das agriculturas de base tradicional, de outro. Em história, estudos sobre o Brasil do início do século XX, com destaque para a realidade do coronelismo e suas consequências, visando à compreensão dos mecanismos da política, especialmente no que diz respeito aos direitos e à cidadania. Em literatura, a leitura da novela “Campo Geral” e alguns contos de Guimarães Rosa. Em artes plásticas e música, exercícios criativos envolvendo os temas desenvolvidos nas outras disciplinas.

Algumas atividades extraclasses foram desenvolvidas: Apresentação do projeto “Cavalo Motor”, por Makely Ka; palestra com o professor de filosofia e coordenador da “AMANU – Educação, Ecologia e Solidariedade”, Luiz Felipe Lopes, sobre o trabalho que desenvolve em Jaboticatubas com os agricultores locais; exibição do documentário “O veneno está ne mesa”, seguida de debate; excursão ao Parque Ecológico da Pampulha, para participar de atividade sobre os biomas brasileiros; exibição do filme “Mutum”, baseado no “Campo Geral”, seguido de debate com a presença da professora Míriam Alves; visita à “Associação Querubins”, na Vila Acaba Mundo, para conhecer o local e conversar com sua criadora, Magda, visando ver de perto um projeto nascido próximo à nossa escola com o objetivo de resgatar a cidadania de centenas de crianças.

Nos dias 9 a 12 de julho realizamos uma viagem para Sagarana, no município de Arinos, com o objetivo de conhecer de perto paisagens e pessoas do sertão mineiro. Em Sagarana funciona a “Cresertão”, entidade que desenvolve tecnologias sociais na região. Com o apoio da “Cresertão”, conhecemos todo o trabalho de apoio e fomento dos saberes tradicionais do lugar. Buscamos perceber também a importância da obra de Guimarães Rosa para todo o noroeste de Minas: essa obra tem sido um catalizador para os inúmeros movimentos que têm surgido no sentido de organizar as populações tradicionais e fortalecê-las na luta por direitos.

No final de agosto encerramos o projeto na expectativa de termos despertado em nossos estudantes o interesse genuíno pelas questões que envolvem nossa relação com o ambiente e com as populações tradicionais que, muito mais do que nós, cidadãos urbanos das grandes cidades, possuem saberes que permitem uma relação rica e harmônica entre o trabalho humano e a natureza.